• 0800.501.6000 / 44 98813-1364 / 44 3123-6000
  • contato@iefap.com.br
  •  


11 boas ações para ajudar estrangeiros durante o Mundial


 

Após a matéria que publicamos a respeito da predominância de uma boa saúde mental em pessoas que praticam boas ações (leia a matéria clicando aqui), você deve estar se perguntando como pode ajudar durante a Copa do Mundo. Você só tem a ganhar ajudando a qualquer pessoa em qualquer situação, mas dentre essas pessoas, muitos estrangeiros costumam ficar um pouco perdidos em terras longícuas, ainda mais se tratando do Brasil onde há muitas dificuldades com o português. Veja essas 11 dicas de como ajudar estrangeiros durante a passagem pelo Brasil na Copa do Mundo:

  1. Compras: Se você fala inglês, ajude em compras mais complicadas, como o chip de celular com 3G ou na farmácia. Os atendentes geralmente não falam inglês e sua ajuda para atender à burocracia para comprar um chip e escolher um plano é útil. O gringo vai ficar grato quando puder compartilhar as fotos de caipirinha no Instagram ou no Twitter.
     
  2. Transporte: Quem não chegar com os voos agendados e preferir transporte por terra pode precisar de ajuda também. Além das informações sobre ônibus intermunicipais serem confusas e difíceis de achar, raramente são bilíngues. No transporte público, as dificuldades são as mesmas. 
     
  3. Comida: Seja um guia de comida local, explique o que é ?comida por quilo? e PF, o prato feito, e quais os pratos típicos e lanches imperdíveis na sua região, da feijoada e pão de queijo ao pato no tucupi. Além de ajudar o estrangeiro a fugir de pontos turísticos não tão bons, é bom dar dicas de pratos a evitar, como os de digestão mais difícil ou muito temperados.
     
  4. Orientação: a combinação de má sinalização nas ruas e poucas pessoas que dominam idiomas estrangeiros pode deixar difícil a tarefa de saber onde você está. Se você ver um gringo com ar perdido, com mapa desdobrado na mão, ofereça ajuda.
     
  5. Segurança: Muitos governos estão emitindo comunicados oficiais com orientações de segurança. Mas o grau de risco varia enormemente de acordo com a região e o horário do dia. Explique o que é realmente perigoso e ajude o estrangeiro a tirar proveito da viagem sem estresse nem paranoia.
     
  6. Português básico: Ensine as palavras básicas em português! Além do indispensável, como ?obrigado?, ?quanto custa? e ?bom dia?, saber algumas gírias locais e até os palavrões mais comuns pode evitar saias-justas.
     
  7. GPS e táxi: Uma boa dica para quem for usar táxi é ter um GPS para conferir o trajeto, já que, infelizmente, alguns taxistas agem de má-fé com turistas.
     
  8. Bebidas nacionais: Para os estrangeiros que bebem álcool, o Brasil pode ser muito mais do que a caipirinha. Há ótimas cervejas e cachaças artesanais em várias cidades sede. É gentil levá-lo para tomar uma gelada. Se ele não bebe, não tem problema. Descobrir a infinidade de frutas brasileiras, como açaí, sapoti e cupuaçu, nas casas de sucos é mais interessante com um guia que possa explicar os sabores.
     
  9. Transporte alternativo: com o caos nos transportes públicos, pode ser útil emprestar uma bike para pequenas distâncias e passeios. Rio e São Paulo têm até empresas que acompanham o turista, se você não puder fazer isso pessoalmente.
     
  10. Quermesses: a Copa acontece na época das quermesses e festas juninas. É uma festa típica imperdível. Leve o gringo pra paróquia próxima mais legal, nas festas de São João, Santo Antônio e São Pedro. Além da quadrilha, os quitutes como cuscuz, pamonha e pé-de-moleque.
     
  11. Kit de sobrevivência: alguns presentes podem ser um verdadeiro kit de sobrevivência: um adaptador de tomadas, protetor solar e garrafa de água mineral vão deixar a vida de qualquer estrangeiro mais fácil.
     

Fonte: http://copadomundo.uol.com.br/noticias/redacao/2014/06/12/10-boas-acoes-para-voce-fazer-com-os-gringos.htm



Compartilhe!


Leia também