• 44 98813-1364 / 44 3123-6000
  • contato@iefap.com.br
  •  


A vitória faz bem à saúde do torcedor


 

Ele existe e traz criatividade, ímpeto, vitalidade e força. O estresse positivo, eustresse ou estresse verdadeiro é uma das sensações possíveis a um torcedor. Que pode, também, ter um estresse negativo, desestresse ou estresse disfuncional, que está relacionado à tristeza, ansiedade, depressão, raiva, medo e angústia. Segundo Ricardo Monezi, pesquisador do Instituto de Medicina Comportamental da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), a base desse último estaria ligado, sobretudo, à frustração. E por causa dessa expectativa não cumprida, outros comportamentos, também disfuncionais, podem ser acionados, caso da agressividade. 

Quem torce está sujeito a duas situações: ganhar ou perder junto com seu time. E sim, a vitória faz mais bem que a derrota. Segundo Monezi, eventos esportivos como a Copa do Mundo mexem com a fisiologia, mas também com a psiquê do torcedor e com o aspecto social. Enquanto ser humano, inserido na sociedade e em um contexto maior, ele está submetido a uma série de emoções que só se vivem de quatro em quatro anos. Um exemplo é o patriotismo, o pertencimento. "Todos passamos a ter um objetivo comum. Esse input, essa entrada sensorial, é muito forte, principalmente para o brasileiro. Temos muito afeto, calor no coração, e muitas vezes não temos onde extravasar essas questões", explica.

Por isso a Copa é um verdadeiro laboratório de experimentação para pesquisadores da medicina e da fisiologia do comportamento, como Monezi. "Vemos expectativa, seres integrados. Em poucas ocasiões percebemos a sociedade tão coesa." O efeito também é coletivo. "Se a Seleção joga bem, temos pessoas felizes. Do ponto de vista biológico, a expectativa projetada é cumprida e o corpo negocia a liberação de neurormônios, substâncias relacionadas ao sistema nervoso central que provocam sensação de bem-estar, de alegria, de felicidade, de plenitude. Elas também estão relacionadas à esperança, que é projetar algo de bom à espera."

Um time em boa fase traz altos índices de esperança a um torcedor. Segundo Monezi, o eustresse pode ser tão forte por se estar ali atuando e torcendo que inclusive o sistema imunológico pode ser reforçado. "Isso, por si só, já poderia prevenir a instalação de alguma doença." Mas se o time vai mal... A expectativa por um desfecho negativo pode levar o ser humano a altos níveis de ansiedade e depressão. "Nas copas anteriores, quando o Brasil não foi bem-sucedido, vimos um índice muito forte de descrença e pessimismo no pós-Copa. Um desânimo generalizado na população. Ganhar a Copa, por sua vez, anima, dá uma vontade a mais."

COMEMORAÇÃO DUPLA

É o que espera a consultora de moda Gal Arruda, que reuniu familiares e amigos para ver o último jogo do Brasil, e comemorar o aniversário de 40 anos. "Foi ao saber da partida do dia 17 que resolvi celebrar", conta. Gal viveu intensamente as copas disputadas em outros países e acredita que a disputa, no Brasil, fortaleceu sua relação com o campeonato. "Se não ganharmos, já é um sonho ver a Copa em nossa casa. É algo para ter no coração." E haja coração. A expectativa era tão grande que ela já acordou com os batimentos acelerados. "É emocionante reunir pessoas queridas, todas envolvidas, torcendo, querendo gritar Brasil. É indescritível a emoção de vivenciar a Copa em nosso país, ainda mais fazendo 4.0", brinca.

Para Monezi, as preocupações e o sentimento negativo pré-Copa deram lugar a esse tipo de sentimento, de alegria, de esperança, de celebração. As pessoas ficam felizes até por sair mais cedo e torcer pelo seu país. E, principalmente, por torcer em casa. "O que para muitos podia ser um estresse negativo, para a maioria é questão de orgulho. Existia um sentimento de insatisfação que adormeceu. Acho que o primeiro jogo fez a ficha cair. As pessoas agora acreditam que a Copa está realmente ocorrendo e deve ser celebrada."

Fonte: http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/ciencia-e-saude/2014/06/23/internas_cienciaesaude,511818/a-vitoria-faz-bem-ao-torcedor.shtml

_______________________________________________________

10 BONS MOTIVOS PARA FAZER SUA PÓS-GRADUAÇÃO NO IEFAP

CLIQUE NA IMAGEM PARA SABER  MAIS SOBRE OS CURSOS

1) Aquisição de conhecimento teórico e prático direcionado à área que deseja atuar;
2) Professores qualificadíssimos, de várias regiões do Brasil;
3) Aumento da procura pelo profissional e, consequentemente, aumento da renda em até 80%;
4) Aulas presenciais e com horários flexíveis para facilitar a conciliação com os horários do aluno;
5) Faculdades parceiras com cursos reconhecidos pelo MEC;
6) Sistema de descontos para pagamento em dia e descontos cumulativos por indicação;
7) Coffee break delicioso e variado durante os intervalos das aulas;
8) Possibilidade de conhecer outras pessoas da área de atuação e fortalecer os contatos profissionais;
9) Interatividade entre o aluno e o IEFAP através do portal on-line;
10) Atendimento humanizado. Equipe dedicada e comprometida com a missão da empresa: transformar a vida das pessoas através da educação, contribuindo para torná-las capazes de transformar a sociedade onde estão inseridas, melhorando sua qualidade de vida.

Venha nos conhecer!

MAIS INFORMAÇÕES:

GERAL:
www.facebook.com/pos.iefap
contato@iefap.com.br

BELÉM:
belem.iefap.com.br
(91) 3266-3100 / (91) 8830-6323 (Oi) / (91) 8496-6335 (Claro) / (91) 8369-6260 (Tim) / (91) 9147-3765 (Vivo)
Travessa Mauriti, 1771/A – Pedreira

MARINGÁ:
maringa.iefap.com.br
(44) 4141-2071  /  (44) 9975-7199 (Tim)
Av. Advogado Horácio Raccanello, 5415, loja 1 - Zona 7

LONDRINA:
londrina.iefap.com.br
(43) 3024-4071 / (43) 9975-1909
Rua Fortaleza, 91 (Parceria com Colégio Nobel)

CASCAVEL:
cascavel.iefap.com.br
(44) 4141-2071 / (45) 9999-5388

TERESINA:
teresina.iefap.com.br
(86)8817-3446 / (86)8151-9560 / (86)9949-5269



Compartilhe!


Leia também

7 frutas que os diabéticos podem comer

Uma alimentação saudável requer variação de nutrientes e alimento...

Uma alimentação saudável requer variação de nutrientes ...

Uma alimentação saudável requer variação de n...

saiba mais