• 44 98813-1364 / 44 3123-6000
  • contato@iefap.com.br
  •  


Como é a rotina intensa de um controlador de tráfego aéreo?


 

O Dia Internacional do Controlador de Tráfego Aéreo é comemorado em 20 de Outubro devido ao primeiro encontro mundial entre os controladores de voo, que aconteceu neste mesmo dia em 1960 (segundo algumas fontes). O evento foi realizado na Grécia, onde também foi criado o IFATCA - Internacional Federation of Air Traffic Controllers Assns (Federação Internacional de Controladores do Tráfego Aéreo).

Hoje em dia as pessoas estão viajando muito mais de avião do que a poucos anos atrás. Mas o que muitos não sabem é sobre o incrível trabalho por trás disso, que vai do piloto até o centro de comando. Uma das “chaves” para que você chegue ao seu destino mais rápido é o controlador de tráfego aéreo, pois é ele que realiza a ordenação e separação das rotas de cada aeronave e também calcula os caminhos mais curtos para seus clientes.

Formação

A formação das pessoas responsáveis por essa árdua tarefa são apenas em escolas especiais em que se entra passando pelos concursos. No Brasil, apenas dois locais podem dar aulas e formar pessoas: o ICEA — Instituto de Controle do Espaço Aéreo de São José dos Campos, para controladores civis, e a EEAR — Escola de Especialistas da Aeronáutica de Guaratinguetá, para controladores militares.

O mais curioso de sua capacitação são as habilidades exigidas, pois é necessário ter um conhecimento amplo em meteorologia, navegação aérea, geografia, inglês, amplo conhecimento de aeronaves e também de todas as normas de tráfego aéreo, que, “cá pra nós”, é muita coisa!

Simuladores

\"\"

O uso de simuladores se tornou essencial para profissões de alto risco, principalmente as que geram grandes estragos em caso de erro. Por isso, muitos simuladores tentam reproduzir o mais próximo possível de um verdadeiro centro de comando e, atualmente, eles estão conseguindo fazer isso cada vez melhor. Um ótimo exemplo dessa evolução é o simulador da Grã-Bretanha, que é completamente 3D e oferece uma maior quantidade de informações e noções do que está acontecendo na pista ou no ar.

O dia a dia do profissional formado

\"\"

A tarefa do controlador de voo é acompanhar a trajetória completa do piloto e sua aeronave. Esse controle é gerenciado por diversas máquinas e também algumas etapas, que vão do planejamento até o pouso do avião em seu destino.

O controlado passa por três etapas junto ao piloto para guiar o avião com segurança. A primeira delas é conhecida pelo planejamento das rotas, horários, altitude e algumas outras informações que são enviadas para a torre de controle. Após isso, os controladores fornecem as coordenadas ao piloto para que ele voe em segurança e, logo em seguida, o avião faz a decolagem.

A segunda etapa é no momento em que o avião está no ar, pois ele será monitorado pelos radares de Controle de Aproximação (APP). Nessa etapa, o piloto recebe informações de todas as outras aeronaves no perímetro, evitando que elas se colidam.

Ao sair da área do APP, o avião entra na terceira etapa(vírgula) que é o monitoramento do Controle de Área (ACC). Eles ficam a cargo dos Cindactas, que vão verificar se a aeronave continua em seu perímetro até o seu pouso, no destino final.

\"\"

Equipamentos

Certamente os equipamentos principais para o controle de um avião são os radares, pois eles são responsáveis por mostrar todas as coordenadas de cada avião, helicóptero e caça do espaço aéreo. Também é importante que eles fiquem localizados em campos estratégicos, pois precisam alcançar o maior perímetro possível.

Do controle de bordo até a torre de controle, os computadores recebem e enviam informações constantemente, além de estudar e recalcular novas rotas, caso aconteça algum imprevisto. Por todos os motivos já citados, a comunicação é o mais importante para qualquer voo, sendo uma peça que interliga todos os outros componentes. O mais interessante é que a comunicação não acontece apenas entre o piloto e a torre de comando, mas também entre controladores da mesma torre e outros aviões.

Além disso, a frequência utilizada é VHF (Very High Frequency), que é muito mais alta e evita interferência com estações de rádio. Como nem tudo na vida é perfeito, essa frequência é um pouco mais afetada por condições climáticas desfavoráveis, que acabam causando algumas interferências.

\"\"

Muito stress

De acordo com uma pesquisa realizada em 2013, os controladores de tráfego aéreo estão na oitava posição do ranking das profissões mais estressantes da América. Esse nível de stress foi calculado com base em quatro principais características: consequência de erro, pressão, stress e o salário anual.

Mas você deve estar se perguntando: “Por que esse trabalho é tão estressante?”. Isso é fácil de responder, pois o stress vem por conta da sua grande responsabilidade e quantidade de tarefas.

Para você ter uma boa noção da seriedade do assunto, em média, um controlador de voo tem que informar corretamente sete aviões de uma só vez, alternando a comunicação entre português, inglês e outras línguas. E, para deixar a situação mais “cabreira”, uma informação errada por causar um enorme desastre, como a colisão de dois aviões.

Embora seja uma profissão muito estressante, ela é muito concorrida e seu setor é relativamente jovem. Será que você aguentaria monitorar tanta aeronave sem um chocolate para acalmar os ânimos?

Fonte: http://www.megacurioso.com.br/aeronaves/42565-como-e-a-rotina-intensa-de-um-controlador-de-trafego-aereo-.htm

____________________________________________________

PÓS-GRADUAÇÃO EM
GESTÃO EM SEGURANÇA AERONÁUTICA E AEROESPACIAL

DESCONTO ESPECIAL PARA O MÊS DO AVIADOR

CLIQUE NA IMAGEM PARA SABER MAIS
\"\"

MAIS INFORMAÇÕES:

LONDRINA:
londrina.iefap.com.br
londrina@iefap.com.br
(43) 3024-4071 / (43) 9975-1909
Rua Fortaleza, 91 (Parceria com Colégio Nobel)



Compartilhe!