• 44 98813-1364 / 44 3123-6000
  • contato@iefap.com.br
  •  


Dicas de como lidar com seu amigo médico


 

A Utilidade do Dia de hoje serve para dois tipos de pessoas: 1) as que têm amigos médicos e 2) aos próprios médicos que tentam encontrar uma maneira sutil (ou nem tanto) de alertar seus amigos de que, muito além do que só amigos, vocês são profissionais. Veja as dicas do médico de família Rodrigo Lima sobre como lidar com seu amigo médico:

Com a abertura progressiva de vagas em cursos de medicina, cada vez mais pessoas possuem médicos em seu círculo de amizades mais próximas. Isso significa que, assim como a qualquer amigo, você pode pedir favores aos seus amigos médicos!

Pensando em manter a sua amizade com estes seres estranhos que vivem deixando de ir pro bar porque estão de plantão, se atrasam no almoço com a turma porque o último paciente demorou 40 minutos no consultório, e possuem uma atração incrível por outros da mesma turma, ao ponto de conseguirem conversas monotemáticas (sobre medicina) numa mesa de 10 amigos, deixo aqui alguns conselhos que podem evitar desgastes nesta amizade tão legal.

1) Não peça atestado falso

"Como assim? A grande utilidade de um amigo médico é me dar um atestado pra queimar aquela segunda/sexta de trabalho pra poder curtir ressaca/ficar mais um dia na praia/terminar minha mudança/ir pra uma entrevista de emprego sem meu chefe saber/tirar minhas faltas na faculdade/etc..."

Pois é. Saiba que isso irrita profundamente seu amigo médico. Na primeira vez e se o motivo for bastante razoável, ele pode até quebrar teu galho, mas se você insistir nisso saiba que você desperta em seu amigo de jaleco branco sentimentos que você não imagina que podem existir em quem tem como missão cuidar da saúde das pessoas.

Imagine pedindo a um amigo que trabalha no Detran pra livrar aquela multa que você levou porque furou o sinal vermelho. Pronto. Pedir atestado falso ao seu amigo médico é a mesma coisa. Pra ele é igual a ser um funcionário corrupto do Detran. Isso deve ofendê-lo, não é? O que você acha de ofender um amigo?

E fora isso, saiba que você não engana ninguém. Seu chefe SABE quando seu atestado é furado. E pode ter certeza que quando tiver um corte de custos na sua empresa ou uma vaga para promoção ele vai saber direitinho como lembrar de você.

2) Não trate seu amigo médico como despachante

"Hein? Quer dizer que eu não posso pedir ao meu amigo médico uma requisição pra fazer aquele monte de exames que eu vi na Ana Maria Braga que eu devia fazer todo ano?"

Não. Quer dizer, pode, mas se o seu amigo médico for um bom médico (e não um despachante), ele vai querer saber porque você quer fazer cada um desses exames, e vai querer opinar sobre quais você deve ou não fazer. Nós chamamos isso de "consulta médica", e nada impede que você faça uma consulta com seu amigo, mas é meio chato fazer isso na mesa do bar/ao lado da churrasqueira/na piscina do clube/etc. Só esteja preparado para estes questionamentos, e para considerar a opinião do seu amigo, que provavelmente só pedirá os exames que achar necessário.

Um ponto importante: nunca diga "amigão, eu queria fazer uns exames mas não queria marcar um médico porque tô sem tempo. Tu poderia pedir os exames pra mim?". Acho que não preciso explicar o porquê do "nunca". Espero que não.

3) Não peça receitas de remédios que você quer tomar sem uma necessidade clara

"Mas e se eu tiver dor de garganta, não posso pedir uma receita de antibiótico a ele?"

Poder, pode. Mas esteja preparado para ouvir que pode não precisar do remédio, e ter seu pedido recusado. A não ser que seu amigo não seja médico, mas despachante. Lembre que você vive reclamando que "os médicos hoje em dia mal olham pra gente", então não exija de seu amigo a disposição de te prescrever nada sem uma consulta de fato.

"Ah, mas meu médico disse que eu deveria tomar!" Então que tal pedir a receita ao seu médico?

4) Não peça receitas controladas para amigos/parentes/vizinhos/colegas do trabalho/qualquer coisa

"Amigão, tu pode fazer uma receita de Rivotril pra minha tia? Ela tá precisando muito."

Seu amigo médico terá o maior prazer em ajudar você e sua tia. Mas este tipo de remédio precisa ser usado sob supervisão... médica. Então seria legal para a saúde de sua tia se ela tivesse um médico (que pode até ser seu amigo, olha que legal!) que acompanhasse ela e pudesse indicar direitinho se deve usar, quando, como, enfim... então peça uma vez, ou duas, se for realmente necessário. Mas não faça seu amigo se sentir um despachante/traficante. Simplesmente não peça.

5) Não envolva seu amigo em um caso e o deixe sem notícias depois

Essa é mais delicada. Deixa eu tentar explicar: quando pedem nossa opinião sobre algum caso, nós nos envolvemos com ele, e gostamos de saber o que aconteceu depois. Isso nos ajuda a aprender coisas novas, exercita nosso raciocínio, e nos faz sentir uma sensação de ser útil, de ajudar.

Então se você pediu um conselho ao seu amigo médico sobre o seu primo que foi internado com pneumonia, e ele conseguiu opinar em algo, depois faça a gentileza de dizer o que aconteceu em seguida, mesmo que seu amigo tenha "errado", ou dito algo diferente. Ele vai gostar, te juro.

6) Pode ser muito difícil opinar sobre casos de pessoas que seu amigo médico não viu

"Amigão, o cunhado de uma amiga do trabalho da minha namorada estava com uma dor no pé há 1 ano, que piorou semana passada quando surgiram bolinhas no ombro direito e secreção na orelha esquerda. O médico dele achou que ele devia fazer uma tomografia. O que tu acha?"

Nada. Não dá pra achar nada. Só dá pra opinar nesses casos quando se colhe a história direito, se examina a pessoa, enfim, quando se faz uma avaliação médica. Então se seu amigo médico não quer opinar a respeito, entenda: ele está sendo ético e responsável, pois não tem elementos suficientes para dar uma opinião decente. Ele não está de má vontade com você.

E pra que serve meu amigo médico então?

Além das utilidades gerais de um amigo (fazer companhia, tomar uma cerveja, comer uma pizza, emprestar livros, jogar conversa fora, pegar um cinema, jogar bola, etc), seu amigo médico pode ser muito útil em coisas que ele adora fazer: conversar sobre saúde. Pode pedir conselhos, ele vai adorar dar vários deles, inclusive vários que ele mesmo não segue (fazer mais exercício, comer mais frutas e verduras, maneirar na bebida, não fumar, relaxar de vez em quando). E se você precisar de uma consulta de verdade, ele vai adorar cuidar de você ou indicar alguém que seja mais adequado, a depender do seu problema. Pode ligar pra ele, mandar e-mail, SMS, whatsapp, qualquer coisa. Seu amigo sempre estará solícito. Ele ficará superfeliz. Basta que você siga os conselhos acima.

Fonte: http://calordanado.blogspot.com.br/2014/07/como-lidar-com-seu-amigo-medico.html?m=1

__________________________________________________________

PÓS-GRADUAÇÃO NA ÁREA MÉDICA:

EM BELÉM (PA), MARINGÁ (PR), LONDRINA (PR), CASCAVEL (PR) E TERESINA (PI)

CURSOS RECONHECIDOS PELO MEC

Clique na imagem do curso de seu interesse para saber mais sobre ele:
        

MAIS INFORMAÇÕES:

GERAL:
www.facebook.com/pos.iefap
contato@iefap.com.br

LONDRINA:
londrina.iefap.com.br 
(43) 3024-4071 / (43) 9975-1909
Rua Fortaleza, 91 (Parceria com Colégio Nobel)

MARINGÁ:
maringa.iefap.com.br
(44) 4141-2071  /  (44) 9975-7199 (Tim)
Av. Advogado Horácio Raccanello, 5415, loja 1 - Zona 7

CASCAVEL:
cascavel.iefap.com.br

(44) 4141-2071 / (45) 9999-5388

BELÉM:
belem.iefap.com.br
(91) 3266-3100 / (91) 8830-6323 (Oi) / (91) 8496-6335 (Claro) / (91) 8369-6260 (Tim) / (91) 9147-3765 (Vivo)
Travessa Mauriti, 1771/A – Pedreira

TERESINA:
teresina.iefap.com.br
(86)8817-3446 / (86)8151-9560 / (86)9949-5269

Compartilhe!


Leia também