• 44 98813-1364 / 44 3123-6000
  • contato@iefap.com.br
  •  


Experimento vai monitorar radiação cósmica e suas implicações na aviação


 

 

Qual a influência dos raios cósmicos sobre os sistemas embarcados em aeronaves e sobre a tripulação? Esses são alguns dos estudos que serão possíveis com o apoio de um contêiner-laboratório avançado para monitoramento de radiação cósmica, em funcionamento desde fevereiro deste ano, no Observatório Pico dos Dias (1.860m de altitude), situado no Laboratório Nacional de Astrofísica, em Itajubá (MG). O experimento, liderado pelo Instituto de Estudos Avançados (IEAv), órgão ligado ao Comando da Aeronáutica, visa monitorar e acompanhar as variações no fluxo, espectro de energia, e dose devido à partículas produzidas pela radiação cósmica na atmosfera terrestre.

O contêiner-laboratório está equipado com instrumentos de ponta, como espectrômetros de partículas, monitores de radiação diversos e um conjunto de memórias, com operação 24 horas por dia, que permitirão o acesso dos dados de monitoramento de forma remota pelos pesquisadores. Com esse estudo será possível acompanhar as variações no fluxo de radiação cósmica, de forma a balizar os estudos sobre a influência que as partículas dos raios cósmicos podem causar ao incidir em sistemas embarcados em aeronaves.

De acordo com o Pesquisador do IEAv, Claudio Antonio Federico, essa incidência pode ocasionar mudanças de estado de memória, falhas em controladores lógicos e até a falha completa de um sistema. "Já houve incidente envolvendo aeronave em que a única causa não descartada foi uma falha em função do efeito de radiação cósmica”, destaca o pesquisador.

Outro aspecto do experimento é com relação à dose de radiação ionizante nas tripulações. Por meio da pesquisa será possível prever as alterações na taxa de dose incidente em tripulações de aeronaves em voo. “Essa é uma preocupação crescente em diversos países devido à maior frequência e altitude da malha de voos”, explica Federico. “Esses controles já são obrigatórios no Canadá e União Europeia e recomendados nos Estados Unidos. Para ter uma ideia, a dose de radiação oriunda de raios cósmicos durante um voo de 12 horas em altitude típica de voos internacionais equivale aproximadamente a um raio X de tórax”, explica o pesquisador.

Perspectivas

Os estudos decorrentes dos experimentos poderão embasar, segundo o pesquisador, novas diretrizes nesse segmento da aviação. Um dos objetivos futuros é criar um código brasileiro para avaliar as doses de radiação incidentes em aeronautas. “Outro é proporcionar aos órgãos de controle condições para a emissão de alertas quando os níveis de radiação estiverem muito altos”, analisa Federico. “Com essas medidas poderemos projetar uma aviação cada vez mais segura”, finaliza o pesquisador.

O experimento faz parte das atividades do projeto ERISA (Efeitos da Radiação Ionizante em Sistemas Aeronáuticos) e também de um acordo do DCTA com o Laboratório Aeroespacial Francês, ONERA (Office National dEtudes et de Recherches Aérospatiales). Também cooperam com o experimento os Laboratórios IRD (Instituto de Radioproteção e Dosimetria), pertencente à Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN) e o laboratório TIMA (Techniques de l informatique et de la Microélectronique pour L Arquitecture des Systèmes Intégrés), pertencente à Universidade de Grenoble, França.

Fonte: http://www.conter.gov.br/?pagina=noticias&id=739

_______________________________________________________________________________________________________________________________________

PÓS-GRADUAÇÃO EM IMAGENOLOGIA E SEGURANÇA AERONÁUTICA

CLIQUE ABAIXO NO CURSO DE SEU INTERESSE PARA SABER MAIS, OU CLIQUE AQUI PARA CONHECER OUTROS CURSOS

       

 

MAIS INFORMAÇÕES:

GERAL:
www.facebook.com/pos.iefap
contato@iefap.com.br

LONDRINA:
londrina.iefap.com.br
(43) 3024-4071 / (43) 9975-1909 (Tim / Whats App)
Rua Fortaleza, 91 (Parceria com Colégio Nobel)

BELÉM:
belem.iefap.com.br
(91) 3266-3100 / (91) 8830-6323 (Oi) / (91) 8496-6335 (Claro) / (91) 8369-6260 (Tim / Whats App) / (91) 9147-3765 (Vivo)
Travessa Mauriti, 1771/A – Pedreira

MARINGÁ:
maringa.iefap.com.br
(44) 3123-6000 / (44) 9975-7199 (Tim / Whats App)
Av. Advogado Horácio Raccanello, 5415, loja 1 - Zona 7

CASCAVEL:
cascavel.iefap.com.br
(45) 9999-5388

TERESINA:
teresina.iefap.com.br
(86) 8817-3446 / (86) 8151-9560 / (86) 9949-5269
Rua Davi Caldas, 90 - 1° andar

FORTALEZA:
fortaleza.iefap.com.br

(85) 3104-2315 / (85) 3104-2323 / (85) 99197-0044 / (85) 99163-3339 (Whats App) 
Rua Coronel  Manuel Jesuíno, 225, Mucuripe



Compartilhe!


Leia também