• 44 98813-1364 / 44 3123-6000
  • contato@iefap.com.br
  •  


Mitos e preconceitos sobre a saúde mental infantil


 

Os cuidados de saúde mental infanto-juvenil são, frequentemente, vítimas de discriminação, sendo a sua necessidade desvalorizada por dirigentes e profissionais de saúde, por desconhecimento e pela existência enraizada na nossa cultura de alguns mitos associados à infância. Veja alguns desses mitos mais comuns e os fatos sobre eles:

Mito – a infância e a adolescência são de forma geral os períodos mais felizes na vida da maioria das pessoas, pelo que as situações de doença são raras e não devemos “psiquiatrizar” em excesso.

Fato – pelo menos 15% das crianças e adolescentes têm patologia psiquiátrica e necessitam de algum tipo de ajuda, fruto de circunstâncias individuais ou mais frequentemente do contexto em que crescem e vivem.

Mito – os problemas de comportamento ou a hiperatividade na infância são questões disciplinares, de educação, ou de famílias pobres ou problemáticas.

Fato – os problemas de saúde mental infantil são transversais a toda a sociedade, e os de ansiedade ou depressão são até bastante comuns em adolescentes de famílias diferenciadas com níveis de exigência e responsabilidade acima da média.

Mito – a capacidade de recuperação das crianças que sofrem algum tipo de problema de saúde mental é muito maior que nos adultos, pelo que apenas em casos excepcionais são necessárias intervenções especializadas nesta área.

Fato – todos conhecemos e nos lembramos exemplos de adultos de sucesso que tiveram infâncias ou adolescências problemáticas, mas, simultaneamente, “esquecemos” de forma seletiva que a maioria dos adultos problemáticos tiveram infâncias disfuncionais e frequentemente sem qualquer oportunidade de ajuda para o seu equilíbrio, crescimento e sofrimento mental.

Mito – quem vai a consultas de Pedopsiquiatria, vai tomar medicação o resto da vida.

Fato – uma grande parte das intervenções em consulta de Pedopsiquiatria não implica intervenção de medicamentos, no que diz respeito a ajuda em situações pontuais de crise, problemas que ocorrem ao longo do desenvolvimento, ou ainda a dúvidas sobre o normal e patológico.

Fonte: http://www.publico.pt/sociedade/noticia/mitos-e-preconceitos-sobre-a-saude-mental-infantil-1662659?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed:%20PublicoRSS%20(Publico.pt)

__________________________________________________________________

PÓS-GRADUAÇÃO EM PSIQUIATRIA E SAÚDE MENTAL:

Matrículas abertas para Belém (PA), Londrina (PR) e Cascavel (PR)

Clique na imagem para saber mais sobre o curso:
 

MAIS INFORMAÇÕES:

(44) 3123-6000 ou (44) 98813-1364 (WhatsApp)

contato@iefapcursos.com.br

Compartilhe!


Leia também