• 44 98813-1364 / 44 3123-6000
  • contato@iefap.com.br
  •  


Projeto de Lei prevê o ensino obrigatório de Libras nas Escolas


 

Tramita, na Câmara Municipal de São Paulo, Projeto de Lei que prevê o ensino obrigatório da Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) nas escolas da capital paulista. Acredita-se que, caso o PL 90/2013 seja aprovado, possivelmente não demorará muito para que os demais estados adotem a lei.

A disciplina deverá ser incluída na grade curricular de todas as instituições públicas e privadas da cidade de São Paulo, desde a Educação Infantil até o Ensino Fundamental. A medida estabelece, ainda, que professores surdos devem ter prioridade para ensinar a matéria.

A ideia é promover a inclusão social dos quase 10 milhões de deficientes auditivos que vivem, atualmente, no Brasil. “Negar a Língua Brasileira de Sinais provoca perdas consideráveis nos aspectos cognitivos, sócio-afetivos, linguísticos, políticos, culturais e na aprendizagem dos surdos”, diz o texto do PL.

A medida já foi aprovada por cinco Comissões – entre elas, a de Educação e Cultura e a de Saúde e Promoção Social – e segue, agora, para votação no plenário da Câmara. Se aprovado pelos vereadores, o PL vai para sanção do prefeito e as instituições de ensino terão três anos para se adequar à nova Lei e incluir Libras em suas grades curriculares.

Para ler o projeto na íntegra, CLIQUE AQUI

Fonte: http://www.thegreenestpost.com/ensino-de-libras-pode-se-tornar-obrigatorio-nas-escolas/

______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

PÓS-GRADUAÇÃO NA ÁREA DA EDUCAÇÃO ESPECIAL

ÊNFASE EM:

SURDEZ E LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS
DEFICIÊNCIA INTELECTUAL, MENTAL E MÚLTIPLAS
ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADO


CLIQUE NA IMAGEM ACIMA PARA CONHECER OS DEMAIS CURSOS NA ÁREA DA EDUCAÇÃO

MAIS INFORMAÇÕES:

(44) 3123-6000 ou (44) 98813-1364 (WhatsApp)

contato@iefapcursos.com.br



Compartilhe!


Leia também